Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




"Voar África": com o Piu

por A Outra Metade do Mundo, em 26.08.13

« All children are artists. The problem is how to remain an artist once you grow up.»  Pablo Picasso                                                                 

 

 

« Ritinha, Alex, os cintos estão apertados? Vamos embora!» Piu

 

Voei com o Piu - call-sign do piloto Eduardo Maya, sempre na companhia da Rita. Foram 10 pernas entre Khwai River, no Delta do Okavango, e o voo de regresso da Ilha do Ibo, em Moçambique. 

 

O Piu está no cockpit como em casa. Durante os voos pensei sempre que ele devia ter nascido e crescido dentro de um avião. Pois eram, ele o os aviões, farinha do mesmo saco.

 

 

Relaxado, bem-disposto e sempre divertido, deixava transparecer a ideia de que tudo aquilo era muito fácil.

 

No avião necessitava de ter pouca coisa à mão – os óculos de sol, o passaporte e o GPS, e creio que nada mais. Quase não comeu, mesmo nos voos mais longos, e também não bebia muita água. É um todo-o-terreno. 

 

No avião do Piu respirava-se liberdade.

 

O peso e o espaço, dentro dos aviões, desafiaram-nos ao logo de toda a expedição mas no avião do Piu havia sempre lugar para mais umas caixas, cadernos ou bolas.

 

Solidário, estava sempre disponível para apoiar no que necessitássemos. Na mecânica, nos planos de voo, nos contactos com a Sky Africa, mas também apoiava aquelas tarefas consideradas menores, que normalmente eram as nossas, como descarregar cerca de 1700 kgs de mercadoria a correr e voar-nos, em seguida, para a Ilha do Ibo para regressarmos antes do pôr-do-sol.

 

Nesse fim de tarde, já noite, voltou a ser o último a descolar da Ilha do Ibo. Mais problemas técnicos noutro avião. Trocaram-se baterias, foram-se buscar cabos à vila, mas nada resultou.

 

Acabaram por ficar lá uns companheiros e nós descolámos, apenas, com a ajuda da lua e de um jipe que iluminava o início da pista. Aprendi, nessa altura, que o difícil é aterrar de noite sem iluminação. Descolar não tem problema!

 

Quando já sobrevoávamos o cristalino mar do Arquipélago das Quirimbas, que na ocasião nem se via, tal era a escuridão, o Piu respirou fundo e, com um sorriso, olhou na nossa direcção deixando escapar “Desta já nos safámos”.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:00



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Passaram por aqui: