Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




"A concorrência á urna era verdadeiramente extraordinaria. A certa altura apresentou-se para votar a sr.ª D. Beatriz Angelo, acompanhada de algumas senhoras. Os eleitores discordaram quanto á aceitação da lista. Por fim, a maioria entendeu que a sr.ª D. Beatriz Angelo devia votar, e a sua lista lá entrou tambem na urna ao mesmo tempo que a multidão saudava com palmas esta victoria do feminismo. O presidente saudou egualmente a primeira eleitora portuguesa , que agradeceu e declarou que se um dia for eleita saberá cumprir o seu mandato.” in A Lucta, 29/5/1911


 

Revista Ilustração Portuguesa: " Estão Eleitas as Constituintes - A Eleição em Lisboa : Uma nota curiosa das eleições foi a de votar uma senhora, a única eleitora portuguesa, a Médica D. Carolina Beatriz Ângelo, inscripta com o número 2513 na freguezia de S.Jorge de Arroyos” Na fotografia Carolina Beatriz Ângelo acompanhada por Ana de Castro Osório. 1911. Revista Ilustração Portuguesa, Joshua Benoliel

 

Carolina Beatriz Ângelo nasceu na freguesia de São Vicente, Guarda, a 16 de Abril de 1878. Médica, Republicana e Feminista, foi a primeira mulher a votar em Portugal e uma das primeiras a votar no Mundo.

Carolina viu recusada a primeira solicitação de inscrição nos cadernos eleitorais mas recorreu da decisão e, a 28 de Abril, o juiz da 1ª Vara Cível de Lisboa deu provimento à solicitação da feminista e mandou incluí-la nos cadernos eleitorais*.

A médica votou nas eleições para a Assembleia Constituinte, a 28 de Maio de 1911, na Assembleia Eleitoral de Arroios, no Clube Estefânia, em Lisboa. O voto de Carolina Beatriz Ângelo teve ecos na imprensa nacional e internacional e foi celebrado pelas sufragistas em todo o mundo.

Os Republicanos não estiveram pelos ajustes e o novo Código Eleitoral, aprovado pela Lei de  3 de Julho de 1913, já especificava com total clareza que “São eleitores de cargos legislativos e administrativos todos os cidadãos portugueses do sexo masculino”** negando explicitamente o voto às mulheres.

Em Portugal as primeiras eleições livres, com sufrágio universal, aconteceram a 25 de Abril de 1975.  

Carolina Betariz Ângelo (Cátia Rodrigues), Maria João Fagundes ( Bisneta de Carolina Beatriz Ângelo), Ana de Castro Osório (Alexandra Alves Luis) no Centenário do Voto de Carolina Beatriz Ângelo



* artigo 5.º, do decreto com força de Lei de 14 de Março de 1911: “São eleitores todos os portugueses maiores de vinte e um annos á data de 1 de maio do anno corrente, residentes em território nacional, comprehendidos em qualquer das seguintes categorias: 1.º os que souberem ler e escrever; 2.º os que forem chefes de família, entendendo-se como tal aqueles que há mais de um anno, á data do primeiro dia do recenseamento, viverem em commum com qualquer ascendente, descendente, tio, irmão ou sobrinho, ou com a sua mulher, e proverem aos encargos da família.” Carolina era viúva, médica e tinha uma filha a seu cargo.

 

** Artigo 1.º da Lei n.º 3, de 3 de Julho de 1913, estabelecendo um novo Código Eleitoral: “São eleitores de cargos legislativos e administrativos todos os cidadãos portugueses do sexo masculino, maiores de 21 anos ou que completem essa idade até o termo das operações de recenseamento, que estejam no pleno gôzo dos seus direitos civis e políticos, saibam ler e escrever português e residam no território da República Portuguesa.”  

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:40

A 24 de Setembro de 1973 a Guiné-Bissau declarou, unilateralmente, a sua independência. A Associação de Estudantes da Guiné-Bissau em Lisboa (AEGBL) organizou uma grande conferência para assinalar a data, mas infelizmente não consegui participar. Vou sonhar com o pôr-do-sol nos Bijagós e com voos a preços mais razoáveis para poder regressar já, já.

 

Bijagós, 1 de Fevereiro de 2011

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:00

América, no invoco tu nombre en vano

 

Cuando sujeto al corazón la espada,
cuando aguanto en el alma la gotera,
cuando por las ventanas
un nuevo día tuyo me penetra,
soy y estoy en la luz que me produce,
vivo en la sombra que me determina,
duermo y despierto en tu esencial aurora:
dulce como las uvas, y terrible,
conductor del azúcar y el castigo,
empapado en esperma de tu especie,
amamantado en sangre de tu herencia.

 

 

                   -/-

 

Los Enemigos

 

Ellos aquí trajeron los fusiles repletos
de pólvora, ellos mandaron el acerbo
exterminio,
ellos aquí encontraron un pueblo que cantaba,
un pueblo por deber y por amor reunido,
y la delgada niña cayó con su bandera,
y el joven sonriente rodó a su lado herido,
y el estupor del pueblo vio caer a los muertos
con furia y con dolor.
Entonces, en el sitio
donde cayeron los asesinados,
bajaron las banderas a empaparse de sangre
para alzarse de nuevo frente a los asesinos.

Por esos muertos, nuestros muertos,
pido castigo.

Para los que de sangre salpicaron la patria,
pido castigo.

Para el verdugo que mandó esta muerte,
pido castigo.

Para el traidor que ascendió sobre el crimen,
pido castigo.

Para el que dio la orden de agonía,
pido castigo.

Para los que defendieron este crimen,
pido castigo.

No quiero que me den la mano
empapada con nuestra sangre.
Pido castigo.
No los quiero de embajadores,
tampoco en su casa tranquilos,
los quiero ver aquí juzgados
en esta plaza, en este sitio.

Quiero castigo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:57

Sexta-feira, 23 de Setembro, de 1988, uma portuguesa conquistou, pela primeira vez, uma medalha de ouro nos jogos olímpicos.
Aconteceu em Seul, há 25 anos. 

Parabéns Rosa Mota.

 

Retirado do meu primeiro caderno de viagem que ainda acrescenta “a festa, em Helsínquia, durou dia e noite e quase esqueci o incêndio do Chiado”

 

Podes rever aqui a chegada de Rosa Mota à linha da meta e a cerimónia de entrega das medalhas aqui.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:50

Dia Internacional da Paz - 21 de Setembro de 2013

por A Outra Metade do Mundo, em 21.09.13

Mulher Siria, 19 de Maio de 2006

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:30


                                                                                                    Palavra de Viajante

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

 O que têm em comum Lucy, Zingha, Dona Béatrice, Sojurner Truth, Harriet Tubman, Rosa Parks? Descobre tudo amanhã ou então comprando o livro "As Minhas Estrelas Negras" de  Lilian Thuram 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:05

Michelle Bachelet prestando homenagem às vítimas da brutal ditadura liderada por Augusto Pinochet.  Photo/Luis Hidalgo      

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:50

O Salomão já está em Lisboa

por A Outra Metade do Mundo, em 10.09.13


Saiba tudo aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:53

Que excelente notícia: um novo quadro de Van Gogh

por A Outra Metade do Mundo, em 09.09.13

 

                                                                                                                                                     AFP PHOTO / ANP / OLAF KRAAK

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:34

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Passaram por aqui: